como montar uma loja de tecnologia
Projeto de Loja de Informática Pequena

Embora seja verdade que qualquer pessoa pode começar um negócio, na verdade, começar um novo empreendimento não é necessariamente simples. O processo não precisa ser complicado, mas existem alguns requisitos e procedimentos básicos que qualquer pessoa que quer montar uma loja de tecnologia precisa saber.

Se você deseja tirar seu projeto do papel e colocá-lo em prática, confira neste artigo como montar uma loja de tecnologia!

7 passos de como montar uma loja de tecnologia

1. Decida o que você vai fazer

A primeira coisa que você precisa fazer para montar uma loja de tecnologia é simplesmente descobrir como será o seu negócio. Talvez você tenha algo em mente e o tenha feito por anos. Se for assim, isso é ótimo – contanto que seja viável. Se você não sabe o que quer fazer, mas sabe que está pronto para sair por conta própria, precisará fazer um brainstorming. Afinal, são várias as possibilidades quando falamos de montar uma loja de tecnologia.

Sente-se e comece a pensar em ideias de negócios. Escreva tudo o que vier à sua mente. Então, volte e olhe sua lista. Faça a si mesmo estas perguntas sobre cada ideia:

•  Posso realmente fazer isso, ou poderia fazê-lo com uma quantidade razoável de educação ou treinamento? Se sua ideia de negócio requer um diploma ou treinamento de longo prazo que você não tem, provavelmente não vale a pena o esforço para começar.

•  Esse negócio realmente resolve um problema ou atende a uma necessidade de um mercado ou é apenas algo que parece interessante para mim? É ótimo fazer algo que você ama, mas você tem que fazer algo que venda.

•  Qual é o cenário competitivo para essa ideia? Cuidado com a tentação de começar algo completamente novo e revolucionário. Para cada produto ou ideia verdadeiramente “disruptiva” que deu certo, milhares falharam. Não há necessidade de gastar uma quantidade excessiva de tempo e dinheiro tentando lançar um novo produto ou serviço – principalmente considerando que o mercado de tecnologia passa por um momento muito promissor.

2. Escreva um breve plano de negócios

O seu plano de negócios será o seu guia para operar o seu negócio. E iniciar escrevendo uma breve versão desse documento é uma ótima maneira de manter o foco e cristalizar sua visão para o seu negócio.

A partir disso, você consegue:

•  Permitir que potenciais investidores e parceiros entendam rapidamente sua ideia de negócio.

•  Oferecer uma maneira acessível de apresentar seu plano de negócios às pessoas certas na forma de uma única folha de papel, um único slide do PowerPoint ou um simples e-mail.

•  Transmitir uma mensagem poderosamente sucinta, permitindo que você prenda a atenção do seu público e o estimule à ação.

•  Forçar você a condensar seus pensamentos e se explicar com clareza.

Você cobrirá algumas áreas críticas aqui, incluindo marketing e vendas e operações.

Para marketing e vendas, pense em um método de marketing ou vendas que será seu cartão de visita. É publicidade? Uma equipe de vendas de alto nível? Marketing digital? Descreva o que você vai fazer e, mais importante, como isso vai gerar receita.

Em termos de operações, você estará planejando como vai realmente administrar o negócio. Em um plano breve, você vai querer se concentrar em uma ou duas das seguintes áreas: pessoal-chave, estrutura organizacional, um plano de recursos humanos, entrega de produto / serviço, atendimento / suporte ao cliente e instalações.

Concentre-se nos aspectos de suas operações que lhe darão uma vantagem competitiva e explique resumidamente por que eles são importantes e como você planeja executá-los.

3. Realize pesquisas de mercado

Seu negócio parece ótimo. Mas onde isso se encaixa no cenário competitivo? Quem são seus concorrentes? Como você está preenchendo uma lacuna no mercado? Como você deve definir o preço de seu produto ou serviço? Como você deve posicionar seu novo negócio – você competirá em preço, serviço, em um produto ou modelo exclusivo? Você precisa saber todas essas coisas e fazer uma pesquisa de mercado para encontrar as respostas.

Como acontece com tantas outras atividades, a pesquisa de mercado pode começar com um mecanismo de busca. Você pode reunir muitos dados sobre seus concorrentes – preço, ofertas de produtos ou serviços, às vezes até o tamanho da organização.

4. Determine seus requisitos financeiros

Não estamos falando em buscar financiamento ainda. Estamos falando sobre como descobrir quanto custa montar uma loja de tecnologia, e quanto dinheiro você tem disponível para investir no início.

Isso pode parecer uma etapa assustadora no processo de abertura de uma empresa, mas não precisa ser. Alguns dos empreendedores mais bem-sucedidos conseguiram iniciar um negócio com orçamento apertado ou praticamente sem orçamento algum. Aqui, novamente, sua ideia de negócio é importante. Se você vai começar uma revenda de softwares de automação, por exemplo, provavelmente não precisará de muito mais do que um site e um nome para sua marca.

Mas se você vai, digamos, fabricar um produto ou entregar um serviço complexo, você precisará saber quais serão seus custos iniciais. Faça uma planilha com os fundos que você tem, os custos que espera incorrer e as receitas que você acha que vai ganhar. Em seguida, acrescente um pouco – talvez 10 por cento – aos custos e corte as receitas na mesma proporção, só por segurança. É melhor estar preparado do que surpreso, e com certeza haverá desafios que você não imagina chegando.

Depois de ter uma ideia de quanto dinheiro você tem e quanto seu negócio vai custar, você pode decidir se é capaz de iniciar o seu negócio – financiá-lo sozinho – ou se precisará perguntar a amigos e familiares, ou mesmo bancos ou investidores, para empréstimos ou financiamento de ações.

5. Faça sua empresa ser notada

Depois dos esforços para montar uma loja de tecnologia, você deseja que ela seja notada pelo público, certo? Existem três táticas que você pode usar para fazer com que sua empresa seja notada imediatamente.

Rede local e dentro do setor de tecnologia

Para criar uma rede de maneira eficaz, você precisa ter uma mentalidade de rede. Aonde quer que você vá e com quem quer que você encontre, você precisa pensar em termos de tornar as pessoas parte de sua rede de negócios e descobrir como você e a pessoa com quem está falando podem ajudar uns aos outros.

Considere o resultado de cada interação conforme você a experimenta. Quando você encontrar alguém pela primeira vez, descubra o que você tem em comum – você conhece as mesmas pessoas; você esteve no mesmo setor, teve um trabalho semelhante. Reúna as conexões e passe para as próximas etapas. Decida que a interação não é benéfica para você e siga em frente – e possivelmente encaminhe a pessoa para outra pessoa – ou marque um encontro, talvez um almoço ou um telefonema.

O que você quer é um fechamento claro. Você quer pensar em cada interação no evento de networking como se estivesse passando pelo processo e se movendo em direção a um ponto final definitivo que ambos concordem que faz mais sentido. Lembre-se, também, de que networking é fazer conexões, não vender. Você quer ter um argumento de venda rápido sobre sua empresa pronto, mas não pretende fechar um negócio em uma sessão de networking. Você pode fechar o negócio mais tarde, em um horário determinado.

Você também pode ingressar em organizações conforme seu tempo e orçamento permitirem. Existem muitos grupos presenciais e online que podem ajudá-lo a conhecer pessoas e fazer conexões. Vá a feiras e conferências locais. Envolva-se com grupos do Facebook que atendem à sua área local ou setor. O Facebook é útil porque as pessoas quase sempre usam seus nomes verdadeiros e são fáceis de contatar por meio de mensagens privadas.

Anuncie na imprensa local

Se você montar uma loja de tecnologia local, encontre o jornal ou estação de rádio mais segmentado possível e anuncie lá. A população local presta atenção às notícias locais. E a verdade honesta é que muitos meios de comunicação locais podem lançar alguma cobertura gratuita em seu caminho se você anunciar com eles.

Promova o seu negócio nas redes sociais

É fácil e gratuito – pelo menos para começar. A chave para o sucesso com a mídia social é ser persistente e consistente com suas mensagens, sem ser irritante. Crie uma personalidade amigável para você e sua empresa e observe aonde ela vai.

Não desenvolva expectativas erradas sobre a mídia social. Com a mídia social, você está alcançando um grupo e prospectando leads. Você não está necessariamente vendendo – ainda. Você deseja criar um diálogo com seu público e construir bons sentimentos entre seus clientes em potencial.

Então, quando estiver no radar, você pode vender para pessoas físicas, talvez por meio de e-mail marketing ou até mesmo por meio de mensagens privadas em uma plataforma social. Mas não se precipite. Leve sua mensagem para a mídia social primeiro e deixe-a crescer – com sorte, com a ajuda e a participação de seu público.

6. Determine seu mix de produtos

Ao montar uma loja de tecnologia, são muitas as opções que podem ser trabalhadas no seu mix de produtos:

Venda de computadores e acessórios

Existem várias maneiras diferentes pelas quais você pode fornecer sistemas de computador, incluindo desktop e laptop que são:

•  Montados sob encomenda nas suas instalações

•  Montados sob encomenda por um especialista

•  Pedidos conforme exigido de um grande fabricante

•  Mantidos em estoque e vendidos ‘na prateleira’

Além disso, você pode decidir estocar computadores e laptops usados. Essa seria uma maneira de diferenciar seu ponto de venda daqueles dos grandes varejistas – já que muitos deles não trabalham com estoques de produtos de segunda mão. Outros itens de hardware e periféricos que você pode decidir estocar (ou fornecer sob encomenda) incluem:

•  Netbooks e tablets

•  Monitores

•  Impressoras

•  Drives externos, cartões de memória e assim por diante

•  Scanners, câmeras digitais da web

•  Outras máquinas de escritório

Periféricos, consumíveis e acessórios

Dependendo de quanto espaço de varejo você tem, você pode decidir estocar alguns ou todos os seguintes itens:

•  Componentes – como processadores, chips de memória, placas de rede e assim por diante

•  Consumíveis da impressora, CD-ROMs vazios, discos Blu-ray e DVDs

•  Cabos, roteadores e conectores

•  Outros pequenos periféricos como joysticks, teclados e assim por diante

•  Livros de informática e manuais de treinamento

Programas

Há uma grande variedade de softwares prontos para uso que você pode decidir estocar. Você também pode ‘empacotar’ certos pacotes de software com os sistemas de computador que você vende. Exemplos de alguns tipos de software que você pode armazenar incluem:

•  Jogos

•  Aplicativos de escritório, como pacotes de processamento de texto e software de contabilidade

•  Pacotes gráficos

•  Sistemas operacionais

•  Suítes de programação

•  Antivírus e outros pacotes de proteção

Serviços

Os serviços que você pode oferecer incluem:

•  Serviço, reparos e manutenção de hardware

•  Atualizações de sistema

•  Consultoria e design de sistemas

•  Instalações, configuração e aulas no local

•  Suporte técnico e aconselhamento

Dependendo de suas habilidades e recursos, você também pode oferecer outros serviços de informática aos seus clientes, por exemplo, treinamento, hospedagem de sites, desenvolvimento de software sob medida e assim por diante.

Hardware

Dependendo das necessidades de seus clientes, de sua própria experiência e do foco de seu negócio, os tipos de hardware que você pode fornecer e instalar incluem:

•  Redes corporativas, incluindo máquinas de servidores, terminais de clientes, cabeamento de rede, roteadores e equipamentos de armazenamento de dados

•  Soluções de servidor de intranet, internet e e-commerce

•  Sistemas de varejo, por exemplo, hardware EPOS (ponto de venda eletrônico)

Serviços de valor agregado

Veja alguns dos serviços de maior valor agregado que você pode oferecer:

•  Consultar sobre suas necessidades de TI e recomendar uma solução ideal

•  Avaliar, selecionar e fornecer o software e hardware mais adequado às suas necessidades

•  Instalar e configurar hardware e software, configurando o sistema para atender aos seus requisitos particulares

•  Fornecer treinamento inicial e suporte para usuários do novo sistema

•  Fornecer solução de problemas no local, atualização e possivelmente manutenção em uma base contínua

Software de automação comercial

Por fim, você também pode entrar no mercado dos produtos digitais ao comercializar um software de automação comercial. Trata-se de uma solução muito procurada no mercado e que pode atrair um grande público consumidor.

7. Encontre o parceiro ideal para iniciar suas vendas!

Se você deseja ir além dos produtos físicos e investir na revenda de softwares de automação comercial, você precisa garantir que pode revender produtos que realmente agregam valor para o seu público. Afinal, um produto de qualidade é essencial para qualquer empresa que busca o crescimento do seu negócio e o sucesso entre o público.

Por isso, encontrar o parceiro ideal é o primeiro passo para iniciar suas vendas. Com um software de automação comercial de qualidade em mãos, você precisa se preocupar somente em fechar bons negócios!

Por que revender sistemas de automação comercial da GDOOR?

A GDOOR é sua parceira ideal para montar uma loja de tecnologia de sucesso!

Possuímos homologação em todos os estados brasileiros e desenvolvemos os softwares mais completos do mercado para o gerenciamento de micro e pequenas empresas, utilizados diariamente por milhares de empresas, comercializados exclusivamente por parceiros – como você!

Não exigimos aquisição de licenças para estoque. Revender GDOOR é um investimento seguro e lucrativo. O retorno com a venda e manutenção é garantido e ajudará a sua empresa a empreender com inovação e resultados concretos.

Sobre a GDOOR

A GDOOR é uma empresa Catarinense de Tecnologia da Informação que oferece soluções em softwares para gestão de Micro e Pequenas empresas.

A GDOOR Sistemas desenvolveu um produto prático e confiável, além de oferecer soluções com excelência na área de Automação Comercial. Devidamente homologado no PAF-ECF, TEF Discado, Dedicado, PAY&GO. Além disso, atendemos ao SPED Fiscal, NF-e, Sintegra e muito mais.

Somos uma empresa ética e verdadeira. Nós da GDOOR, desenvolvemos um produto confiável, prático e de qualidade, com tecnologia de ponta. Sempre respeitamos diferenças e particularidades de cada cliente, atendendo a todos com muito respeito e atenção. Temos o compromisso com nossas revendas em prestarmos o melhor atendimento e fornecermos uma solução em gestão comercial.

As soluções da GDOOR atendem micro e pequenas empresas do comércio (atacado, varejo), prestadores de serviços, transportadoras de pequeno porte, restaurantes, bares, pizzarias e similares que necessitam gerenciar suas informações (financeiro e controle de estoque) e emitir seus documentos fiscais (NF-e, NFC-e, SAT, Cupom Fiscal, CT-e, MDF-e, NFS-e).

Política comercial

O que mais se espera de uma parceria em negócios é a lealdade, certo? Nosso relacionamento com o revendedor é desta forma, aberto às necessidades e melhorias apresentadas.

Nossa política comercial é clara e pode ser facilmente percebida pelas revendas: não nos envolvemos no processo de vendas de um parceiro, isso significa que em hipótese alguma vamos “atravessar” um negócio feito por uma revenda.

Se o cliente é seu, ele continuará sendo seu!

Suporte técnico humanizado

O suporte técnico é gratuito, possuímos canais exclusivos de atendimento para o revendedor. Nossa prioridade é atendê-lo da melhor forma possível, por meio de uma equipe humana, altamente capacitada e disposta a resolver qualquer tipo de imprevisto ou dúvida.

A revenda também pode se transformar em um canal direto com o seu cliente, agregando serviços. Oferecemos treinamentos on-line para que as empresas revendedoras tenham autonomia para atender seus clientes.

Parceria forte e lucrativa

Quem escolhe a GDOOR Sistemas tem tudo o que uma revenda de software precisa:

•  Política exclusiva;

•  Suporte e treinamento gratuito;

•  Atendimento ágil e humanizado;

•  Alta lucratividade;

•  Comercialização exclusiva por revenda;

•  Melhor custo/benefício do mercado;

•  Sistema de fácil utilização;

•  Ética profissional;

•  Valorização dos parceiros.

Através das soluções GDOOR, seu cliente amplia as possibilidades de gerenciamento de forma consistente e dinâmica, você rentabiliza seu negócio estando à frente das inovações. Isso é ser uma revenda GDOOR!

Você gostou das dicas para montar uma loja de tecnologia? Quer se tornar um revendedor de softwares de automação comercial da GDOOR? Entre em contato com a equipe da GDOOR!

automação comercial