4 vantagens do Open Banking para micro e pequenas empresas

Entenda o que é, quando surgiu e quais as vantagens do Open Banking para os micro e pequenos empresários.

As vantagens do Open Banking poderão beneficiar diversos empreendedores, sobretudo, os proprietários de micro e pequenas empresas.

Inclusive, as mudanças e inovações propostas pelo Open Banking e a forma como as empresas e instituições bancárias se comunicam irão sofrer alterações. 

Mas, você sabe o que é Open Banking e por que ele é importante para a sua empresa? 

Nesse texto, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre esse sistema bancário, bem como algumas das suas vantagens.

O que é Open Banking?

Em suma, o banco aberto, ou partilhamento de dados bancários pessoais (Open Banking, em inglês), é um sistema bancário aberto regulamentado pelo Banco Central.

Com ele, as empresas são capazes de movimentar as suas contas e compartilhar dados financeiros com diferentes instituições. 

Assim, suas regras abrangem os seguintes aspectos:

  • Utilização de I.P.A.s abertas, possibilitando que outros desenvolvedores consigam criar aplicações e serviços para uma instituição financeira;
  • Mais opções de transparência financeira para os correntistas, tanto com relação a dados abertos, quanto a dados privativos;
  • Uso do modelo de desenvolvimento de código aberto para atingir todos esses objetivos.

Quando surgiu?

O Open Banking começou a dar os seus primeiros passos na Europa, no ano de 2015, após a regulamentação da Diretiva de Serviços de Pagamento (PSD2) pelo Parlamento Europeu.

O principal objetivo era prosseguir com a criação de um mercado único de serviços por meio da metodologia de pagamento integrado, provendo segurança e eficiência.

Dessa forma, no ano de 2016, foi emitida uma decisão pelas Autoridades de Concorrência e Mercados do Reino Unido, ordenando que os nove bancos mais relevantes do mercado, autorizassem as empresas iniciantes a terem acesso aos seus dados para transações em conta corrente.

Por fim, no ano de 2018, o novo regulamento foi criado pela Open Banking Limited, uma empresa sem fins lucrativos, fundada especialmente com esse objetivo.

Como funciona o Open Banking?

4 vantagens do Open Banking para micro e pequenas empresas

Open Banking permite que as micro e pequenas empresas compartilhem as suas informações bancárias com outras instituições, possibilitando a essas empresas adquirir serviços mais vantajosos, conforme suas necessidades.

Nesse sentido, todas as empresas que querem participar desse sistema, precisam oferecer suporte para que os APIs (Application Programming Interfaces) funcionem corretamente, possibilitando o compartilhamento de dados.

Dessa forma, por meio dos APIs, as instituições bancárias conseguem trocar informações entre si de forma rápida e instantânea, em um ambiente totalmente seguro. 

Vale salientar que o cliente tem total controle sobre o compartilhamento dos seus dados, podendo decidir parar a qualquer momento.

Quais os impactos do Open Banking nas empresas de micro e pequeno porte?

De certo, as empresas menores serão as primeiras a notar as vantagens do Open Banking após sua chegada no Brasil. 

Isso porque o sistema visa reduzir as taxas cobradas por serviços, aumentar a competitividade e a oferta de melhores produtos financeiros para as empresas.

Além disso, os micro e pequenos empresários poderão decidir com qual instituição financeira se relacionar.

Neste caso, é possível optar por aquela que oferece os melhores serviços e condições, como por exemplo uma maior facilidade em pegar crédito ou melhores condições para contas PJ.

Quais as fases do Open Banking?

Antes de falarmos sobre as outras vantagens do Open Banking, primeiramente, é necessário explicar que o sistema será dividido em 4 fases até que ele seja implementado por completo. Vamos a elas:

  • Fase 1: disponibilização dos dados das instituições financeiras participantes para o Banco Central;
  • Fase 2: compartilhamento de dados de cadastro e de transações relativas a produtos e serviços divulgados na primeira fase;
  • Fase 3: aqui, acontece o compartilhamento do serviço de iniciação de transação de pagamentos entre as instituições participantes. Dessa forma, ocorre o encaminhamento de propostas de operações de crédito;
  • Fase 4: por fim, chegamos à última fase, onde ocorre a expansão da base de dados, abrangendo operações de câmbio, investimentos, seguros e previdência complementar aberta.

Em suma, esse processo vai compreender os dados acessíveis ao público e as informações relacionadas a transações compartilhadas entre instituições financeiras participantes do sistema.

Conheça 4 vantagens do Open Banking para micros e pequenas empresas

1. Autonomia para contratar produtos com melhores condições

Conforme já abordamos no texto, uma das principais vantagens do Open Banking para pequenas e médias empresas, fica por conta da liberdade ao escolher os serviços que melhor se adequam à sua realidade.

Perceba que, atualmente, o compartilhamento de informações financeiras entre bancos é um processo extremamente burocrático. 

Dessa forma, o Open Banking veio para mudar esse cenário, oferecendo um ambiente altamente seguro onde o compartilhamento de dados se dá de forma ágil e instantânea.

2. Controle dos dados e histórico financeiro

Quando falamos em histórico financeiro, é necessário lembrar que esses dados pertenciam exclusivamente aos bancos. 

Agora, com a implementação desse sistema, uma das vantagens do Open Banking é oferecer ao cliente total acesso às suas informações financeiras, podendo acessá-las a qualquer momento.

Em outras palavras, sempre que desejar compartilhar uma informação pessoal, um histórico de crédito ou seu extrato bancário, por exemplo, a instituição responsável será obrigada a dividir esses dados com outras empresas, de acordo com o consentimento do cliente.

3. Taxas e tarifas mais acessíveis

O Open Banking, certamente, irá trazer mais competitividade ao mercado financeiro. 

Dessa forma, para gerar vantagem competitiva e se sobressair perante seus concorrentes, os bancos e instituições envolvidas serão obrigados a oferecer melhores condições para os consumidores que, por sua vez, terão acesso a taxas e tarifas menores ao contratar um produto ou serviço.

4. Inclusão financeira

Por fim, sabemos que para micro e pequenas empresas, por vezes, conseguir produtos financeiros como empréstimos e cartões de crédito, nem sempre é uma tarefa das mais fáceis. 

Entretanto, esse cenário tende a mudar com a chegada do Open Banking, já que agora o empresário terá mais opções, preços acessíveis e melhores soluções com relação ao dinheiro. O Open Banking não é restrito aos bancos tradicionais.

Gostou do artigo? Aproveite e assine a nossa Newsletter para receber mais conteúdos como este e estar sempre atualizado com a informação que faz a diferença no seu negócio!

Últimas do blog

Saiba tudo o que estamos fazendo aqui na Gdoor para aproximar e fazer parceiros
Converse no WhatsApp
Fale com nosso time comercial
Olá, tudo bem com você?

Por este canal consigo te ajudar em dúvidas comerciais!

Se você precisar de ajuda sobre suporte técnico entre em contato pelo WhatsApp (49) 99929.0693 ou fone (49) 3441.3120.

Ah, se for sobre outro assunto, veja os outros contatos na área restrita ;)