Gestão empresarial

A gestão empresarial eficiente não se detém apenas a um indicador financeiro! Mais do que o lucro no fim do mês, é preciso ficar de olho em outros indicadores.

A maioria das empresas fica de olho somente em um único indicador financeiro: o lucro no fim do mês! No seu negócio, a gestão empresarial também se baseia somente nesse fator? Tome cuidado!

E se esse número estiver abaixo do esperado? Aí sim você liga o sinal de alerta? Saiba que as coisas não são “bem assim”.  É preciso ter claro os reais indicadores financeiros que atestam a saúde da empresa.

Mas, quais são esses indicadores tão importantes para a gestão empresarial eficiente? Continue lendo!

1. Faturamento

O faturamento é mais do que o dinheiro que entra na sua empresa. Ele representa a soma de todas as notas fiscais de venda emitidas, além da capacidade de processamento da sua empresa e das entregas aos consumidores.

Para se ter uma ideia da importância desse indicador financeiro, muitas regras tributárias, condições para disputar em licitações, entre outras questões, veem no faturamento uma maneira de identificar o porte da empresa e se ela está bem estruturada.

Sem o indicador, é improvável que você consiga notar logo de cara as quedas nas vendas e nem identificar quais são as suas fragilidades: perda do poder de compra do consumidor, avanço da concorrência ou entrada de novos produtos no mercado, diminuição da qualidade, entre outros fatores.

2. Lucratividade

Você já sabe que o faturamento é um indicador decisivo, no entanto, ele sozinho não vai mostrar a real situação do seu negócio. Por isso, a lucratividade entra em cena na sua gestão empresarial.

Em resumo, a lucratividade é formada pela soma de todos os valores recebidos em determinado período, diminuindo as despesas da mesma época (é interessante fazer isso mensalmente).

Não saber exatamente os valores da lucratividade da sua empresa é uma questão preocupante, já que você pode estar trabalhando “no vermelho” e nem percebeu.

3. Ticket médio

Quanto o seu cliente gasta, em média, na sua empresa? Se a pergunta o deixou no vácuo, é bom ficar atento! O ticket médio é o valor total de todas as suas vendas divididas pelo número de clientes — claro, isso considerando o mesmo período!

Conhecendo o seu ticket médio, fica mais fácil planejar ações de vendas e marketing! A partir do indicador, é possível fazer uma avaliação com o histórico de vendas e agir de maneira mais assertiva.

Ao não contar com esse indicador financeiro, fica complicado entender os clientes, o que eles mais consomem, as promoções que deram certo, entre outras questões de uma boa gestão empresarial.

4. Custo Fixo

Qual é o custo fixo da sua empresa? Esse tipo de custo envolve todas as despesas que não sofrem variações, mesmo quando o volume de vendas apresenta instabilidade de um mês para o outro.

Os valores mais conhecidos, como aluguel, folha de pagamento dos funcionários e outras tantas taxas comuns ao empresariado, também são obrigações e fazem parte do custo fixo.

Se você não sabe qual é o custo fixo da sua empresa, também não vai entender porque os lucros começaram a cair. Pode ser aumento de preços ou mesmo desperdício de mercadoria.

5. Inadimplência

É frustrante produzir ou vender algo e não ser pago por isso, concorda? A inadimplência preocupa porque, além de ver o investimento indo “pelo ralo”, demonstra que a empresa está sendo prejudicada por clientes que não quitam suas dívidas.

O indicador mostra ainda que a lucratividade do negócio está sendo diretamente afetada, já que é uma parcela do faturamento que não retornou à empresa.

Para diminuir ou eliminar de vez esse problema, o empresário precisa avaliar qual é o fator que está gerando a falta de pagamento por parte dos clientes. Em seguida, tomar algumas medidas, como mudar a política de recebimentos e não aceitar mais cheques.

 

Os indicadores de uma boa gestão empresarial estão interligados! É necessário que você fique de olho e não deixe nenhum deles escapar do seu controle. Somente desta forma, você terá a gestão da empresa em suas mãos.