gestão financeira para salão de beleza

Um dos serviços considerados indispensáveis por seus consumidores são os salões de beleza. Podemos perceber que em cada bairro de uma cidade há esses espaços voltados para os cuidados com a estética e o bem-estar. Com uma boa gestão financeira para salão de beleza e um cuidado com o negócio, é possível ter muitos ganhos, como a fidelização dos clientes e, consequentemente, tornar o negócio mais lucrativo e com um retorno financeiro de sucesso.

De acordo com dados divulgados na revista eletrônica Pequenas Empresas Grandes Negócios, na última década, o ramo cresceu uma média de 10%. Entre os anos de 2009 e 2016, mais de 600 mil CNPJs do segmento foram abertos, entre MEIs e MEs/EPPs.

No entanto, mesmo considerado um serviço indispensável, em momentos de crise econômica, o serviço não é considerado essencial. Em momentos de dificuldade, o perfil da família brasileira é o de cortar gastos, entre eles, reduzindo os cuidados estéticos.

Por isso, ter um planejamento financeiro estratégico, com uma boa organização e gestão financeira, pode garantir que em momentos atípicos – como uma pandemia, por exemplo -, o empresário consiga manter vivo o seu negócio.

Separamos algumas dicas para ajudar você a ter as melhores práticas para executar uma boa gestão financeira para salão de beleza. Acompanhe a seguir e aprimore o aspecto financeiro de seu empreendimento.

Importância de desenvolver habilidades de gestão financeira para salão de beleza

O planejamento financeiro de um salão de beleza não é uma habilidade natural para boa parte dos proprietários de salões de beleza. As finanças podem ser extremamente estressantes, especialmente nos primeiros dias, quando você pode estar com um orçamento apertado.

Possuir um salão de beleza de sucesso requer uma combinação de conjuntos de habilidades. Você precisa ser talentoso em sua área e estar pronto para conquistar clientes. Além disso, também precisará ter uma habilidade sólida para os números relacionados à administração de uma empresa, e isso começa com o planejamento financeiro.

Como proprietário ou gestor de um salão de beleza, você precisará tomar muitas decisões sobre fluxo de caixa, orçamento e finanças. Mas não se preocupe! Assim como você aprendeu a arte de cortar o cabelo ou outra de sua expertise, pode aprender mais sobre como fazer uma gestão financeira para salão de beleza aprimorada de seu negócio. Nós estamos aqui para ajudar!

A seguir, veja dicas importantes para aplicar no dia a dia de seu salão de beleza. Com cuidado, dedicação e consistência, você encaminhará ainda mais seu empreendimento para o sucesso!

Boas práticas para uma gestão financeira para salão de beleza

A gestão financeira para salão de beleza, se não for feita cuidadosamente, pode contribuir para o fechamento precoce do empreendimento. Além disso, pode trazer diversos tipos de transtornos.

Assim, é fundamental buscar maneiras de melhorar este aspecto da administração de seu negócio. Boas práticas para isso incluem:

1. Defina corretamente a forma de remuneração de profissionais terceirizados

No mercado, é comum a utilização de dois modelos principais de contratação a serem considerados:

  • Modelo baseado em comissão: você contrata especialistas e paga a eles uma porcentagem do que eles ganham;
  • Modelo de aluguel de espaço: você aluga espaço para profissionais que atuam como seus próprios pequenos negócios dentro de seu salão.

Ambos os modelos têm prós e contras. Com um modelo de comissão, você deverá ter mais controle sobre consistência, agenda e treinamentos. Com um modelo de aluguel de espaço, você perde algum controle, mas pode ganhar novos clientes. 

De qualquer forma, antes de tomar sua decisão, é importante consultar um profissional ou escritório de contabilidade.

2. Planeje seu capital de giro

Diferentemente do fluxo de caixa, o capital de giro é fundamental para suprir os gastos da empresa. É com o capital de giro que o negócio terá o andamento das atividades do salão de beleza, ou qualquer outro empreendimento.

Portanto, faça um bom planejamento para decidir o valor inicial, que irá cobrir tributos, folha, custos fixos e variáveis, além do pagamento de fornecedores.

3. Acompanhe seu fluxo de caixa

Uma das coisas importantes que sua gestão financeira deve mostrar é quanto dinheiro você precisa ter em mãos para manter seu negócio funcionando no dia a dia. Todos os dias, o dinheiro chega de clientes. E todos os dias sai dinheiro para pagar contas, comprar suprimentos e fazer a folha de pagamento. Este ciclo é o seu fluxo de caixa.

Obviamente, um negócio vai bem quando mais dinheiro entra e sai. No entanto, há mais do que isso a considerar. Também é uma questão de tempo. Estimar corretamente seu fluxo de caixa é fundamental se você deseja evitar surpresas desagradáveis, como não ter o suficiente na conta bancária na hora de pagar o aluguel de seu estabelecimento, por exemplo.

Dessa forma, outra ferramenta fundamental para a gestão financeira para salão de beleza é o fluxo de caixa. É com ele que você vai identificar o que entra e o que sai, garantindo o funcionamento dos trabalhos.

Com essas informações de receitas e despesas, você terá mais controle e subsídios para as tomadas de decisões do que deverá ser investido ou cortado.

Assim, resumidamente, algumas boas práticas de gestão financeira para seu fluxo de caixa são:

  • Liste suas despesas mensais: aluguel, utilidades, folha de pagamento, seguros, compras de produtos, pagamentos de empréstimos, impostos e outras despesas regulares;
  • Anote despesas sazonais: compra de equipamentos, aulas de treinamento anual, etc.;
  • Faça uma estimativa de sua renda mensal: lembre-se que pode variar mês a mês dependendo da época;
  • Verifique todos os meses para atualizar sua planilha de fluxo de caixa: isso ajuda a garantir que seu salão de beleza esteja no caminho certo e pode ajudar a detectar qualquer sinal de alerta antes que se torne um problema maior;
  • Calcule os números: como está o seu negócio? Se você tem mais despesas do que receita, pense em maneiras de cortá-las e aumentar a sua receita.

4. Tenha atenção para o estoque de produtos

Tenha cuidado também com o material que você investiu. Não deixe os seus produtos estocados, fazendo com que seu dinheiro corra o risco de também ficar empacado ali. Nem muito estoque, nem pouco para também garantir ter disponíveis os produtos necessários para realizar os procedimentos e atendimentos aos clientes do seu salão de beleza.

5. Defina corretamente os custos dos serviços

Lembre-se de avaliar a média dos seus gastos fixos e variáveis. O que o seu salão demanda? Gastos com energia elétrica e água? Telefone e internet? Funcionários e parceiros?

A partir do total que você gasta por mês, você poderá colocar no papel o número de clientes em atendimento mensal em períodos de alta e baixa. E, assim, ter mais controle dos gastos e investimentos na gestão financeira para salão de beleza.

6. Faça uma reserva financeira emergencial

Todos os especialistas em finanças pessoais e empresariais recomendam o mesmo: tenha sempre uma reserva financeira.

Imprevistos ocorrem e ter esse valor disponível poderá ser a diferença entre manter seu salão de beleza “no azul ou no vermelho”.

Por este motivo, busque economizar no mínimo 10% do seu faturamento mensal. Dessa forma, caso enfrente uma dificuldade financeira, como um mês de baixo movimento de clientes em seu estabelecimento, a reserva emergencial ajudará a cobrir os custos daquele mês.

É importante ter disciplina e buscar, mensalmente, depositar o seu dinheiro em uma reserva, seja poupança ou outra opção de investimento. Esqueça esse dinheiro e busque ele somente em momentos de real dificuldade.

7. Analise continuamente seus números

No passado, obter insights a respeito de seus números significava contratar um contador para analisar seus livros e redigir relatórios. Hoje em dia, você pode usar um software de gerenciamento de salão que fornece relatórios instantâneos sobre a receita obtida, vendas de produtos e outros indicadores-chave de desempenho – KPIs.

Naturalmente, ter o apoio de um profissional especializado em contabilidade permanece fundamental, especialmente para encontrar o enquadramento tributário ideal, fazer a programação de taxas a serem pagas obrigatoriamente e outras questões. 

Mas também é importante avaliar seus resultados a partir de um olhar mais mercadológico, buscando oportunidades de minimizar desperdícios, reduzir custos e maximizar sua lucratividade.

Para isso, você precisará dar uma olhada honesta em como seu negócio está indo. Isso inclui saber quanto você está gastando e ganhando, é claro, mas também dividindo esses números de várias maneiras para obter o máximo de informações que puder sobre o seu negócio – como receita por cabeleireiro, lucro por atendimento e/ou procedimento, duração média dos atendimentos realizados, agendamentos perdidos e não comparecimentos, etc.

Outras análises que você pode fazer a partir de seus números:

  • Qual é o dia mais movimentado da semana em seu salão de beleza?
  • Quais são os seus produtos mais vendidos?
  • Quais procedimentos são seus carros-chefes?
  • Quem são seus funcionários e/ou parceiros de melhor desempenho?

Responder a perguntas como essas ajudará você a ter uma visão sobre o funcionamento de seu salão e sua relação com a lucratividade, encontrando oportunidades e gargalos para agir e elevar sua rentabilidade. 

8. Faça também um planejamento financeiro para o futuro

O objetivo do planejamento e da gestão financeira de seu salão de beleza é ajudar você a compreender e analisar seus números, gerenciar seu fluxo de caixa e definir orçamentos e metas, gerando uma base sólida para trabalhar e ter lucros.

No entanto, também é recomendado não ficar preso apenas pensando no que está acontecendo hoje. Você também precisa pensar no futuro de seu negócio.

Por exemplo, é importante planejar com antecedência seus ciclos sazonais. Muitos salões de beleza tendem a ficar mais ocupados em períodos de férias e não fazem muitos negócios em outros períodos. Durante a alta temporada, conserve o dinheiro extra; durante as temporadas calmas, planeje com antecedência promoções e eventos para tentar atrair mais clientes.

9. Use o crédito com sabedoria

Um cartão de crédito empresarial pode ser uma boa maneira de suavizar seu fluxo de caixa mensal, se você se comprometer a pagá-lo em dia todos os meses. Também pode causar muitos problemas. Não acumule dívidas durante a baixa temporada e espere que sua alta temporada gere o suficiente para pagá-las. Gerenciar seu crédito de forma eficaz é uma grande parte do planejamento e da gestão financeira de sucesso.

Como vimos, a gestão financeira de salão de beleza merece toda a sua atenção! E para facilitar esse e outros aspectos da administração de seu negócio, conte com o app Ajatus. Entre nossas soluções, você terá disponível recursos para fazer o controle financeiro de seu salão, otimizando seu tempo com esta atividade. Entre em contato e conheça mais sobre esta solução!