Gestão de custos

Quem cuida da saúde financeira da empresa sabe como a gestão de custos é decisiva! Confira nossas dicas para realizar a sua da melhor forma.

Todo final de mês é a mesma história: muito trabalho, tempo perdido para fechar as contas e você ainda não sabe o que causa tanta dificuldade? Pode ser que a sua gestão de custos esteja ineficaz! É por isso que você não consegue determinar uma relação de equilíbrio entre os custos de produção e os valores de vendas dos produtos ou serviços.

As consequências de não possuir uma boa gestão de custos, independente do tamanho do negócio, podem comprometer todo o funcionamento da empresa e até mesmo ser decisiva para fechar suas portas.

Que tal saber mais sobre o que uma boa gestão de custos pode fazer na sua empresa? Continue com a leitura!

No topo: a importância da gestão de custos

Um bom empreendedor deve ter uma visão global da estrutura do seu negócio e estar por dentro das questões diárias mais relevantes, como o controle e administração das finanças. Por sua vez, a gestão de custos está no topo da lista de prioridades para o sucesso — ou fracasso — de uma empresa. Sabe por quê? Os erros neste setor afetam diretamente a saúde financeira da organização, causando grandes prejuízos.

Se considerarmos que em virtude da correta avaliação e determinação dos custos de produção, será possível chegarmos aos preços dos produtos, fica evidente qual é o impacto que a gestão de custos oferece. Além da possibilidade de redução da margem de lucro da empresa, que também impede que o negócio cresça, há muitas dificuldades para manter a produtividade com custos que nem são cobertos pelas vendas.

Os objetivos da boa gestão de custos

Um dos principais objetivos da gestão de custos, como falamos anteriormente, é definir o preço e a margem de lucro de cada produto ou serviço. O motivo é porque a formação do valor de venda está ligado à confirmação de todas as despesas, das menores às maiores.

Além deste objetivo, existem outros, que você confere abaixo:

  • Fornecer informações sobre o rendimento e o desempenho das mais diversas atividades da empresa;
  • Fornecer informações que vão influenciar na tomada de decisões;
  • Auxiliar no controle, planejamento e desenvolvimento das operações internas e externas.

A boa (ou não) gestão de custos

Quando os gestores da empresa precisam, eles têm todos os dados à disposição? O armazenamento de dados, feito em um software de gestão qualificado, por exemplo, diz muito se o negócio possui ou não uma boa gestão de custos. Contudo, vale ressaltar que somente os registros de números não significam que essa gestão é eficiente. Isso porque os dados precisam ser convertidos em informações para assim ajudar na tomada de decisões.

Uma questão prática para saber se a gestão de custos de uma empresa funciona de verdade, é a seguinte: identificar qual foi a variação de custos no último semestre. Caso os gestores não consigam uma resposta com facilidade ou não existam dados suficientes para chegar a uma conclusão, a gestão financeira está com sérios problemas e precisa ser revisada.

Os benefícios da boa gestão de custos

Administrar não é apenas aumentar os lucros, certo? Existem momentos em que reduzir gastos pode ser mais simples do que ampliar os ganhos. Em um mercado cada vez mais competitivo e flutuante, é fundamental que o gestor consiga equilibrar entradas e saídas de maneira precisa. Deste modo, ele deve entender que o barateamento (não a perda de qualidade) de insumos, matéria-prima, mão de obra e os custos fixos podem afetar a saúde financeira da empresa.

Sem dúvidas, a realização de uma boa gestão de custos ajuda a tomar decisões melhores e possibilita o aperfeiçoamento de outros fatores, como economia de gastos, maior qualidade nos serviços ou produtos e saber exatamente como anda o desempenho das atividades na empresa.

Mas, isso não acontece a curto prazo, é preciso ter disciplina e manter as ações todas registradas a fim de saber como a empresa anda para identificar oportunidades e testar novos investimentos.

 

Como você viu fazer uma boa gestão de custos não diz respeito a somente manter a empresa no “verde” e pagar todas as contas. É preciso saber equilibrar gastos, lucros e saber ainda a melhor hora de realizar cada ação.

Que tal ir além? Recomendamos este conteúdo: Lucratividade x rentabilidade: qual é a diferença na gestão empresarial?